Arquitetura artística

31 de Janeiro de 2018

Ganhador do prêmio Pritzker, o arquiteto mexicano Luis Barragán (1902-1988) e Fred Sandback (1943-2003), proeminente artista minimalista, compartilharam interesse nas propriedades de luz e cor, que consideravam essenciais para suas práticas. Essa é a abordagem escolhida para apresentar o livro bilingue em espanhol e inglês, “Las propiedades de la luz” (The Properties of Light), lançado pela editora alemã Hatje Cantz, que faz referência a uma instalação de esculturas do artista temporariamente expostas nas casas do arquiteto Luis Barragán, “Casa Antonio Gálvez”, “Cuadra San Cristóbal” e “Casa Gilardi”, em 2016.

A publicação tem ambição de detectar elementos do processo de criação e da interação entre o arquiteto e o artista, reunindo referências e inspirações das mais diversas facetas minimalistas, onde pintura, fotografia, arte popular e decorativa se misturam para contar a história dessa parceria. Para isso, “Las propiedades de la luz” (The Properties of Light) evoca as características da arquitetura para abordá-la de acordo com os temas prediletos de Barragán e Sandback, a saber, a relação com a natureza e a importância do tratamento da luz.

“Las propiedades de la luz” (The Properties of Light) conta com textos de Federica Zanco, diretora da Fundação Barragán e do Curador Daniel Garza Usabiaga, além de documentos, reproduções de obras pictóricas e fotografias que ilustram o contexto histórico-cultural dessa produção. Por fim, o livro pretende mostrar que o trabalho arquitetônico de Luis Barragán emana de uma visão artística global, que coincide com a proposta de Fred Sandback e deslancha em si um processo criativo capaz de gerar uma emoção provocadora.

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®