Bagnoles de l’Orne

21 de Abril de 2017

O discreto charme da Normandia encontra-se em Bagnoles de l’Orne. Situada a cerca de 220 km de Paris, aninhada no coração da floresta Andaines com sua exuberante vegetação, esta renomada estância hidromineral nos recorda o esplendor das termas de outrora, entre cultura, esportes, jogos, cuidados especiais e natureza, a pequena cidade ainda faz sonhar com a Belle Époque. Além de seu casino cercado pelo lago que acolhe cisnes brancos, tal qual um cenário de opereta, a cidade tem moradias impressionantes com fachadas incrustadas de frisos em cerâmica azul e amarelo, varandas esculpidas, escadas de madeira em casas com torres. Numa esquina, agradáveis surpresas esperam os visitantes, como um chalé autêntico de madeira, representando a Suécia na Exposição Universal de 1889, que foi comprado, desmontado e remontada no local. Uma foto do período mostra o chalé em frente da Torre Eiffel durante o evento. Outro local histórico é a Igreja do Sagrado Coração, que faz parte do patrimônio arquitetônico do século XX oferece um belo exemplo Art Déco com seus lustres de cobre e vitrais que fazem referência ao tema da água.

Dois festivais gratuitos e ao ar livre pontuam o verão em Bagnoles de l’Orne, o primeiro batizado de “Sextas-feiras de Verão” centra-se na arte de rua enquanto o segundo “As chaves de Bagnoles” convida músicos internacionais a expôr seu talento e virtuosismo. Além do seu status de cidade termal, do teatro, do cinema e uma pista de dança, Bagnoles de l’Orne conta com casinos que funcionam o ano inteiro e os jogadores podem se esbaldar em 130 máquinas caça-níqueis, bola, roleta e blackjack. Nessa região reputada pela sua gastronomia, com seus cremes e queijos Camembert, Pont-l’évêque, Livarot e as maçãs, cidras, peras que fazem a deliciosa especialidade alcoólica local. Para enriquecer essa oferta, o restaurante Manoir du Lys com seu Chef estrelado Frank Quinton, cujas especialidades são a base de legumes, plantas selvagens, champignons, coletados pelo próprio Chef Quinton, para compor um rico cardápio recheado de sabores do “terroir normand” para deleite dos habitantes e dos clientes.

Cidade-spa por excelência, Bagnoles de l’Orne oferece múltiplas escolhas para quem deseja fazer uma intensa atividade física ou apenas se entregar aos cuidados termais. Entre quadras de tênis, campos de golfe, aulas de tiro com arco, escalada, sobrevôos no clube Andaine, rail-bike, caminhada nórdica, as opções são diversificadas e adaptadas para cada perfil. Longas caminhadas seguindo veredas, em meio a um ambiente preservado, passeios de bicicleta ou à cavalo, aliás, uma das particularidades local com pistas planas, onde o cavalo é rei. Para reconfortar o corpo, nada como se apropriar das fontes de água que são onipresentes nessa cidade termal rica em micronutrientes mas de baixa presença mineral e, naturalmente com uma temperatura de 24,6°. Aquecidas à séculos nas profundezas das rochas graníticas, que funcionam como barreiras e protegem as fontes da poluição, oferecendo aos visitantes a possibilidade de seções de terapias ou apenas repouso para o corpo com uma gama de hidromassagem, banhos quentes, massagens, modelagem, sem esquecer os tratamentos de beleza.

Neste contexto, o b’o Resort, com sua arquitetura em estilo normando, situado no meio de uma floresta de 25 hectares com várias espécies de carvalho, faia e abeto, é uma opção complementar. Dentre algumas alternativas para o bem-estar, esse estabelecimento 4 estrelas tem atividades aqualúdicas numa piscina de 15 metros abrigada num solário rodeado de grandes janelas que se abrem para um grande parque, além do famoso banho turco, uma corrente de água à jato convida a nadar contra a corrente quem deseja fortalecer os músculos. O b’o Resort conta ainda com uma banheira de hidromassagem e camas de relaxamento, imersas na água, que envolvem e massageam o corpo durante um merecido repouso. Verdadeiro mimo para quem deseja passar alguns dia de férias no campo e usufruir de escolhas saudáveis, festivas, gourmets, afinal, tudo na cidade foi pensado para satisfazer o cliente e seu profundo desejo de se rejuvenescer. De corpo e alma.

TEXTO – Chantal Manoncourt

IMAGEM – Secretaria de Turismo de Bagnoles de l’Orne

Chalé Sueco: M. Guyard – Casino: Maurice Socorpresse

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®