Christophe Adam

30 de Janeiro de 2017

Depois de ter trabalhado com os maiores nomes da pâtisserie francesa em restaurantes estrelados como “Gavroche”, em Londres, “Le Crillon”, em Paris, o “Palácio Beaurivage”, em Lausanne, e durante mais de 15 anos na “Fauchon” e mais alguns anos no universo do snacking chic, com seu “Adam’s Tartine”, Christophe Adam decidiu lançar sua própria casa com a ideia de uma pâtisserie contemporânea, inovadora, totalmente rock ‘n’roll, como ele mesmo gosta de enfatizar, que às vezes quebra as regras do tradicional. Correspondance Magazine© conversou com o Chef do L’Éclair de Génie sobre o livro “Puissance 10…” publicado pelas Edições Alain Ducasse e sobre seus futuros projetos gastronômicos.

Como surgiu a ideia de promover suas criações nesta publicação “Puissance 10 …” lançado pelas edições Alain Ducasse?

– Queria acima de tudo oferecer um livro divertido para todos aqueles que gostam de cozinhar em casa com receitas fáceis de serem executadas e que divertem ao mesmo tempo. Muitas vezes, os livros de receitas ou de pâtisserie são muito “visuais”, mas as receitas nem sempre são viáveis ​​na prática, em casa, por isso espero que através deste livro, os amantes da comida possam encontrar prazer em inventar boas receitas caseiras.

Qual foi o critério para escolher as receitas que seriam publicadas nesse livro?

– Obviamente, escolhi os ingredientes com os quais amo trabalhar diariamente, que são simples e principalmente acessíveis em termos de preço: chocolate, nozes, caramelo, limão, e muitos outros.

De que maneira você se apropria da matéria-prima em suas criações?

– Tudo depende do produto, fazemos o máximo para diversificar nossa oferta escolhendo grandes grupos alimentícios e pequenos produtores locais, tais como nossas avelãs e amêndoas que vêm de regiões francesas. Temos uma relação bastante próxima com os nossos fornecedores, atentos ao que eles podem oferecer e somos curiosos para descobrir novos produtos para imaginar novas receitas. Por exemplo, um dos nossos parceiros históricos, que tem suas próprias plantações de cacau,  é a empresa Valrhona, graças a essa parceria testamos regularmente novas variedades de chocolates e imaginamos novos sabores. Também pode acontecer de solicitarmos a certos fornecedores que nos criem novas fragrâncias.

Falando de criação, você poderia nos dizer mais sobre suas fontes de inspiração?

– Sinto-me especialmente inspirado por tudo ao meu redor, pelo design, pelo mundo da decoração. Sempre tenho comigo uma revista de decoração e gosto muito de viajar para ver as novidades de outros lugares, poder me alimentar de coisas diferentes. Há um monte de trabalho de criação antes do lançamento de um produto. Cada um dos nossos “éclairs” tem uma história. Atribuo grande importância ao visual e tento oferecer regularmente algo novo, com fragrâncias que variam de acordo com as estações do ano.

O que motiva você nessa profissão que demanda tempo, energia e disponibilidade?

– É verdade que a pâtisserie é um processo longo, que leva anos de trabalho duro e fomenta questionamentos permanentes antes de chegar onde estou hoje, mas nunca desisti. Aprendi muito com as pessoas ao meu redor e com os Chefs com quem trabalhei no passado. Consegui me rodear de boas pessoas quando decidi entrar nessa aventura do “L’Éclair de Génie”, que é um verdadeiro trabalho de equipe, onde tentamos ser diferentes em comparação a outras pâtisseries. Nosso objetivo é surpreender nossos clientes com novas alianças de sabores, onde o marketing desempenha um papel importante em nossas criações, oferecendo embalagens e etiquetas criativas, inesperadas que fogem do lugar comum. Também desenvolvemos assumidamente uma forte comunicação com as redes sociais para atender aos desejos e estar atento à evolução de nossos consumidores.

Quais são seus projetos futuros?

– Diria que o grande projeto do L’Éclair de Génie é o desenvolvimento de novas lojas-conceito, como o “Café l’Éclair de Génie”. Na verdade, nossos clientes lamentavam não poder consumir os produtos em nossas lojas, portanto, a criação de um novo conceito com assentos num espírito “barista”, com uma seleção de cafés especiais e, claro, nossa coleção de éclairs e outras opções gastronômicas. Essa é nossa meta: desenvolver esse conceito de Cafés na França e no exterior!

PORTRAIT – Rina Nurra

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®