Galeria Negropontes

19 de Junho de 2018

Estilo minimalista, atmosfera barroca, associada às artes decorativas conferem ao portfólio da Galeria Negropontes “ares do tempo”, como gostam de enfatizar sua fundadora Sophie Negropontes e o designer e diretor artístico Hervé Langlais. A galeria com seus objetos esculturais, funcionais, refinados e modernos, situada próximo ao Museu d’Orsay, é uma bela vitrine das artes decorativas e do talento de artistas do quilate de Perrin & Perrin, Eric de Dormael, Er Dan Grigorescu e Etienne Moyat. O que fascina Langlais em suas colaborações, o designer co-assina algumas peças exclusivas com os artistas da galeria, são as formas puras, a exatidão dos detalhes, a preciosidade, a raridade e a excelência da criação. “Estou em permanência à procura de alta qualidade e de tudo o que é inovador, singular, único”, confirma.

Quando se trata de escolher os materiais para suas próprias criações o arquiteto e designer diz se basear em dois eixos, que fazem referência às artes decorativas dos anos 30-40-50 com materiais raros como o ébano, a palma, o pergaminho e novos materiais selecionados diretamente da fonte, como os mármores raros, o ébano com desenhos coloridos e lacas texturizadas. Hervé Langlais não descarta a intuição quando se trata de escolher um tema anual diferente para cada uma de as coleções de móveis. “Nossa intuição é parte de uma convergência criativa e muitas vezes somos precursores na apresentação de um novo material, o ébano real, por exemplo, ou apostamos no talento de um jovem artista. Nesse momento, em que a intuição se transforma em realidade, percebemos que essas escolhas estão de fato de acordo com a atualidade.” Influenciados por Brancusi, Jean-Michel Franke, pelos artistas da Op arte e pelo arquiteto Carlo Scarpa, os galeristas estão em busca de novos talentos para expandir sua presença nos mercados asiáticos e sul americanos. “O intuito é trabalhar em projetos de envergadura internacional, que integrem arquitetura, design e artes,” afirma esse arquiteto e designer que conhece todas as escalas de projetos da Ópera de Pequim às colaborações com Paul Andreu, passando pelo desenho de várias linhas de móveis e objetos para diversos editores internacionais.

A Galeria Negropontes vai organizar várias exposições e participar de importantes feiras. No momento e até o outono, a galeria apresenta as esculturas luminosas de Eric de Dormael e expõe as fotos de Dan Er Grigorescu no Museu de Arte Contemporânea de Bucareste. No início de setembro, uma nova exposição na galeria colocará em evidência as primeiras cerâmicas do designer Benjamin Poulanges. Em seguida, a dupla Negropontes-Langlais participa do PAD London, antes de embarcar para Nova York, em novembro, onde expõem no The Salon Art + Design e finalizam a agenda anual com o lançamento, em parceria com a Editora Xavier Barral, do livro do fotógrafo Dan Er Grigorescu sobre os trabalhos monumentais de Brancusi na Romênia.

IMAGEM © Franck Beloncle © Dan Grigorescu-Negropontes © Jean-Louis Losi  © Hervé Lewandowski

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®