“Hervet Manufacturier”

30 de Junho de 2017

Herdeiros de uma família de marceneiros, Nicolas e Cédric Hervet representam a 5ª geração detentora de um talento artesanal. Desde crianças já desenvolviam peças, explorando o universo da marcenaria nas oficinas dos pais e, quando dividiram apartamento em Paris, projetaram os próprios móveis. A história da Hervet Manufacturier surgiu em 2007 quando a dupla construiu um escritório inteiro dedicado à pós-produção para suprir uma necessidade específica. “A ideia nasceu quando Cédric não encontrou no mercado um produto que atendesse às suas necessidades, um escritório totalmente ergonômico, onde a parte eletrônica ficasse completamente escondida no mobiliário e somente os microfones e as portas de conexão aparecessem sutilmente”, conta Nicolas Hervet. “Um projeto suficientemente estético e design para receber colaboradores numa configuração ideal. Fizemos vários modelos e todos foram um sucesso”, atesta o representante dessa herança tradicional. “Este projeto foi certamente a pedra fundamental que levava a assinatura visual da Hervet Manufacturier imbuída do nosso espírito retro futurista”, afirma orgulhoso Nicolas.

“Em 2014 e, a partir deste escritório, criamos outras peças mais “domésticas”, como uma mesa de exposição ou satélite”, resume Cédric. Foi um período muito criativo e de grande transição para a marca, que tomou um rumo importante no ano passado, 2016. Seguindo o conselho de um amigo, Jérôme Coste, designer e criador dos capacetes Ruby, a dupla Hervet abriu uma loja em Paris, perto da Place Vendôme (8, rue Volney, Paris 02 – Metrô Opéra). Hervet Manufacturier entrou em uma nova dinâmica e com as novas demandas, no entanto, antes mesmo desse sucesso repentino, os ateliês Hervet, situados na Normandia, já produziam todas a comandas feitas à mão pelos artesãos. “Levou tempo para o projeto amadurecer porque só concebemos peças que nós mesmos desejamos”, atesta Cédric. Para completar com o velho ditado: ninguém nunca é melhor servido a não ser por si mesmo. “O que nos move em nossa criatividade é apenas nossa vontade e desejos…”

Sem nenhuma reivindicação por parte dos designers, o estilo da Hervet Manufacturier é frequentemente descrito como “retro futurista”, um termo que lhes convém. “Procuramos produzir mobiliário contemporâneo capaz de patinar no tempo como um mobiliário de época”, afirma Nicolas. “Queremos especialmente unir o nosso estilo considerado retro futurista com as técnicas tradicionais de tratamento de madeira na concepção das nossas criações.” Com formação de marceneiro, Nicolas Hervet cursou escultura na Normandia, para em seguida fazer uma especialização em marchetaria na Bretanha, formações acadêmicas que lhe permitiram adquirir todas as técnicas necessárias para o embelezamento da madeira. Sempre à procura da perfeição, desembarcou em Paris para adquirir o diploma de restaurador de móveis antigos. “Essa especialidade me permite controlar todos os tipos de vernizes e acabamentos tradicionais”, confessa. Vencedor de vários concursos de marchetaria e marcenaria como os da Société d’Encouragement au Métier d’Art e Meilleurs Apprentis de France (MAF), Nicolas é um grande entusiasta da fabricação totalmente artesanal e participa de varias feiras especializadas a Bienal Révélations, que acontece em Paris.

Como qualquer empresa, a Hervet Manufacturier tem como missão a transmissão desse savoir-faire que consiste em perpetuar o artesanato francês. “Esse  conhecimento é para nós uma forte herança familiar relacionada à madeira e à criação de mobiliário e objetos de design, uma paixão que devemos passer para as gerações futuras a fim de que este conhecimento não se perca”, asseguram em uníssono. “Nossa estrutura ainda é relativamente pequena mas temos constantemente jovens em nossas oficinas, que desejam aprender o ofício de marcenaria e trabalhar conosco. Para isso, trabalhamos em estreita colaboração com o Lycée Napoléon de L’Aigle, situado na Baixa Normandia, que nos ajuda a selecionar os talentos mais promissores do amanhã. Esta escola fica perto de nossa oficina e de uma indústria madeireira de alta performance. O local ideal para os jovens aprendizes,” conta Cédric.

Complementares nessa atividade artística, Cédric Hervet trouxe para os ateliês uma bagagem acadêmica de escola de artes plásticas e uma licenciatura em arte da escultura pela École Boulle, em Paris, ao mesmo tempo que trabalhava para o grupo Daft Punk, primeiro como Roady, depois como ilustrador e atualmente como diretor artístico. Cédric Hervet é editor, montador, roteirista, diretor de arte e trabalhou no curta-metragem “Logorama”, como supervisor de entretenimento, que foi homenageado pelo “Oscar” de Melhor Curta de Animação em 2010 e vencedor do “César” de Melhor curta-metragem em 2011. Um percurso mais do que criativo que colocou a Hervet Manufacturier na rota da cultura pop dos anos 70 e 80, dos desenhos animados como Capitão Harlock ou Jurassic Park, séries, filmes, como James Bond, Star Wars, Star Trek, jogos de vídeo, ainda no Super Nintendo, com ênfase também na cultura mundial de esqui, patinagem e surf.

“Em termos de arte, muitas pessoas fazem a ligação entre o nosso mundo e o do ilustrador Syd Mead. É verdade que ele pode ter nos influenciado de uma maneira mais ou menos consciente”, confirmam os designers. “Quando crianças não vemos as coisas da mesma forma como na idade adulta, todavia, os detalhes permanecem enraizados em nosso subconsciente e, gradualmente, forjam nosso próprio gosto e estética…” Com expansão assegurada e várias parcerias em andamento, os designers guardam segredo sobre os projetos que serão apresentados até o final deste ano e certificam que “embora a madeira seja o coração do nosso negócio, queremos continuar a ampliar o espectro dos materiais utilizados e, brevemente, vão aparecer móveis e objetos em que não haverá madeira. Todavia, nenhuma concessão será feita na qualidade e na produção Made in France!”

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®