Jean Bedez

9 de Novembro de 2016

Correspondance Magazine® fez uma visita exclusiva ao atelier de Jean Bedez, artista francês que usa seu talento para desenhar imagens surreais como mote para transcender o imaginário. Situado nas proximidades da Place d’Italie, grandes janelas envidraçadas filtravam suavemente a luz do sol, que entrava de soslaio nesse estúdio em Paris, enquanto subíamos para conhecer, no primeiro andar a coleção de desenhos do artista.

No chão, uma carreira de lápis em tamanhos variados enfileiravam-se, na mesa, cinzeiros recheados de folhas de lápis apontados e, nas paredes, papéis Canson forravam todos os espaços com imagens desenhadas em grafite. Esse é o espírito do atelier de Bedez, um dos expoentes da nova geração de desenhistas franceses. Multitalentoso mas agarrado à sua timidez, é um exercício para o entrevistador conseguir fazer com que Bedez fale naturalmente do seu trabalho sem que seja através de metáforas. Mas quando o artista se deixa levar pelo conceito de suas criações, sua fisionomia se transforma e é possível entender sua mensagem.

O que fica evidente é que, por trás de cada sombreamento e dos detalhes surreais de seus desenhos, Bedez imprime um discurso artístico anti-conformista e sua obra é a personificação desse mundo de apropriações. Com sua verve futurista, o artista exerce seu talento de desenhista quase como profeta do Apocalipse, enquanto como escultor ele imprime uma persona mais poética.

Como os pequenos monstros que tem design japonisante e as esculturas gigantes esculpidas em resina e acrílico. Um exemplo dessa retórica escolhida por Jean Bedez torna-se explícita em sua obra “Citius – Altius – Fortius”, onde três cabeças de leões sustentam seis arcos numa apologia ao lema olímpico. Apartir dessa obra seu discurso fica claro e, assim como os esportes de alto nível demandam uma superação permanente dos atletas, as criações de Bedez solicitam uma reflexão cuja mensagem é um convite recorrente à imaginação.

www.jeanbedez.com

suzanne-tarasieve.com

Imagem Christian Nouzillet

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®