Jean-Cristophe Chopin

21 de Abril de 2016

Como CEO e mentor de born.com, empresa que fomenta novos projetos de alto potencial ao redor do mundo, Jean-Christophe Chopin é um globettroter que investe tempo, energia e força de persuasão para estabelecer negócios inovadores e empreender parcerias em áreas correlatas, como arte, design e entretenimento aliado às novas tecnologias. Pelo escopo arrojado de seus projetos, empresas como LVMH, Dior e Bulgari são parceiros exclusivos das edições Le Born, que acontecem em Courchevel, nos alpes franceses, durante a emporada de inverno. 

O que a arte de viajar representa para você? 
– Gosto de viajar sozinho porque nesses momentos à sós em uma outra cultura, falando um outro idioma é possível encontrar pessoas e aprender um pouco mais sobre si mesmo. Por isso, sempre associo a arte de viajar a um gesto de generosidade e o ato da partilha a uma forma de imersão na cultura do outro. 

Quais lembranças você tem de sua primeira viagem?
– Quando descobri a parte americana no Canadá, quando tinha 19 anos. Essa magia que a América exerce me fascinou, tudo me pareceu super-dimensionado, além do desafio de ter que gerenciar a falta de sono por conta do fuso horário. Montreal, as Cataratas do Niágara. Essas viagens me mudaram para sempre e me deram vontade de mudar de vida.

Quais os seus hotéis preferidos ao redor do mundo? 
– Como estou sempre numa configuração de viagem de negócios, fico em hotéis que me ajudam a agilizar minha agenda de reuniões. Em todo caso, os meus lugares preferidos são os que promovem uma experiência e confesso que prefiro os hotéis-boutique. Por isso, gosto do “The Greenwich”, em Nova York, o “Hotel Black”, em Londres, o “Fasano”, em São Paulo ou ainda um monastério, convertido em hotel na China.

O que não pode faltar na sua mala? 
– Minhas camisas brancas e na cor bleu ciel, da Dior, além de um jeans da mesma marca, que se tornaram a assinatura do meu estilo chique-despojado.

O que você traz das suas viagens além das lembranças?
 Fotografias e a lembrança das pessoas que encontro, a troca de experiência. Ou ainda o melhor presente é o que recebo de um amigo ou conhecido do país.

https://beta.born.com

 

 

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®