Londres gastronômica

7 de Agosto de 2017

Correspondance Magazine® preparou um pequeno guia de sugestões gastronômicas de Londres que abordam desde o popular fish & chips aos tradicionais e charmosos templos de chás da tarde para finalizar com alguns drinques nos famosos pubs de LondresThe Wolseley, Fortnum and Mason, The Anchor & Hope são alguns dos endereços que selecionamos no mapa da vasta geografia gastronômica da cidade, seguindo os passos dos gourmets locais e, como não poderia deixar de ser, adotamos a recomendação e nos deliciamos com um saboroso fish & chips em Covent Garden.

Nosso passeio gastronômico começa no The Wolseley, em Piccadilly, uma instituição londrina onde afluem as pessoas mais influentes do mundo das artes e da gastronomia. Funcionando num antigo banco que no passado abrigou uma sala de exposições de automóveis, esse café-restaurante que tem piso de mármore branco e preto, mesas envelopadas em toalhas de linho impecavelmente brancas podem intimidar os turistas desavisados, no entanto, The Wolseley tem preços abordáveis. Aliás, a filosofia do restaurante é receber todos os clientes com prestígio e o cardápio é uma testemunha fidedigna dessa promessa. Os sanduíches, bem servidos com fatias de bacon crocantes e a omelete à la Arnold Bennet, são uma ótima sugestão para acompanhar o farto café da manhã, especialidade da casa, que pode ser um excelente combustível para as muitas caminhadas por esse sofisticado bairro.

Uma boa dica para um fim de semana na cidade é começar no Borough Market em London Bridge e depois caminhar ao longo do Tâmisa, visitar a Tate Modern e, no domingo, ir ao mercado de flores em Columbia Road, almoçar um Sunday Roast no Royal Oak, e depois consumir as calorias indo à pé até Brick Lane para uma tarde de compras vintage. Quem quiser provar o típico prato local, o fish & chips, um dos melhores restaurantes é o Rock and Sole Plaice, em Covent Garden. Esse lugar histórico por excelência, suas origens como restaurante popular remontam aos idos de 1871, e os atuais proprietários mantiveram em seu quadro de funcionários uma linhagem de especialistas na arte da fritura. Nos horários de pico, durante o almoço e o jantar, os consumidores da redondeza passam rapidamente para recuperar suas encomendas, enquanto os clientes que tem tempo ou preferem saborear calmamente essa iguaria local, usufruem de um atendimento caloroso e um serviço atencioso, que se harmonizam perfeitamente com um dos melhores fish and chips de Londres.

Outra excelente dica que coloca em evidência a riqueza gastronômica da capital inglesa é o Moro com sua cozinha tipicamente mediterrânea, sua atmosfera animada e a simpatia do casal Sam e Sam Clarck, que abriram esse acolhedor restaurante em Exmouth Market no final dos anos 90. A dica para passar o maior tempo possível à mesa, desfrutando desse ambiente informal e amigável, é escolher no cardápio, que muda a cada semana, o frango assado em fogo à lenha que pode ser saboreado com favas e os célebres iogurtes apimentados, que fizeram a reputação da casa. Para os gourmets de plantão, o carneiro grelhado na brasa é uma opção irresistível.

Em Story Deli, a pizzaria mais cool de Bethnal Green Road tem paredes pintadas à cal, grandes mesas comunitárias e caixas de madeira que servem como cadeiras. As pizzas, uma das melhores e mais caras de Londres, cerca de 17 Libras a fatia, são preparadas em forno à lenha, tem massa fininha e crocante e são guarnecidas com produtos certificados 100% biológicos. Como sugestão, escolha a pizza que tem uma composição bem elaborada com fatias de queijo de cabra, suculentos figos, azeitonas, cebola roxa, alcaparras, tomilho e presunto de Parma, tudo envolvido num montículo de folhas verdes. Absolutamente genial. Quem gosta de pizza vai apreciar os ares descontraídos do The Anchor & Hope, em Southwark, uma espécie de bistrô britânico sem nenhum complexo por ser um “pub-gastronômico”. O local serve pratos tipicamente britânicos como a salada de escargots acompanhada com patê de camarões cinzas e fartas fatias de bacon decorando o prato. Em suma, uma verdadeira ode à gastronomia britânica.

O restaurante Min Jiang, situado no 10º andar do hotel Royal Garden, nos jardins de Kensington, que oferece o célebre pato laqueado de Pequim. Aqui em Londres ele é servido em dois tempos: primeiro chegam pequenos pedaços em forma de finas tiras crocantes da pele do pescoço do pato que devem ser degustadas envolvidas no açúcar. Em seguida, há quatro preparações diferentes que podem ser escolhidas de acordo com o desejo do cliente, uma delas é o pato refogado, servido em cubos, adornado com macarrão fininho ou envolvido em alface, esta é uma opção picante, deliciosamente condimentada e temperada. Ou também pode-se optar pela carne de pato picada, acompanhada por panquecas caseiras besuntadas numa pasta de alho envolvidas com rabanetes e um repolho adocicado de Tientsin.

O Ottolenghi, tipicamente internacional, é a menina dos olhos do Chef israelense Yotam Ottolenghi, um dos precursores da culinária vegetariana light na Grã-Bretanha. Nesse restaurante, situado em Islington, são os legumes que reinam à base de influências mediterrâneas, asiáticas e orientais e as palavras de ordem atendem pelo nome de tahini, za’atar ou harissa, que evocam sabores de lugares distantes. Para quem quiser se aventurar nesse longo e iluminado restaurante para onde convergem os londrinos que apreciam legumes frescos, a dica é pedir uma das saladas com alface, rubarba e aipo, que compõem um verdadeiro arco-íris de sabores temperados com cebolas, nozes e iogurtes.

E, nada mais natural, depois de um passeio artístico-cultural pela cidade que render-se ao tradicional tea time, portanto,prepare-se para um ritual que pode, e deve, durar horas na Fortnum and Mason. Nessa grande loja encontram-se os chás consumidos há séculos pela Família Real e que podem ser comprados juntamente com todos os acessórios que acompanham esse momento so british. A regra de ouro é começar com as porções salgadas, como a tartellete de aspargos com molho holandês e pepino, salmão defumado e aspargos, e terminar com uma variedade de doces coloridos e delicadamente decorados. O chá, que pode ser misturado com leite, é concluído com um bolinho tradicional com creme de leite e uma seleção de tradicionais geleias Fortnum & Mason. A visita à todos os andares da loja é rigorosamente aconselhável.

TEXTO & EDIÇÃO – Marilane Borges, especial de Londres 

TRANSPORTE & LOGÍSTICA  –  O trem Eurostar liga Paris ao coração de Londres várias vezes ao dia e o site de turismo visitlondon.com oferece ideias de alojamento, itinerários e onde comprar bilhetes de metro

IMAGEM © Pierre Monetta © Min Jiang © Fortnum and Mason

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®