Mapa das cidades

6 de Março de 2018

A história de vida e a carreira artística de Francisca Mattéoli se confunde com sua verve de globettroter. Antiga repórter da revista National Geografic, autora de vários livros sobre viagens, ela mantém seu blog homônimo atualizado em inglês e francês com as descobertas que faz pelo planeta, onde a autora troca ideias, dá dicas, seleciona endereços e partilha suas impressões sobre os lugares que visita, além de postar suas próprias fotos. Tudo o que Francisca Mattéoli faz está relacionado à escrita, tanto que ela afirma que “minha carreira começou quando escrevia para a National Geographic e esse foi um momento emocionante na minha vida, durante o qual viajei para o meu país de origem, o Chile, para Ruanda, Camboja, entre outros, e tive a oportunidade de descobrir lugares que não conhecia, muitas vezes  em tempos de conflito.” Medo não combina com o destino dessa chilena de alma francesa e coração humanitário. Juntamente com seu marido, o médico-cirurgião Dr. Mattéoli, Francisca fundou uma entidade caritativa, a Association Surgery Plus, que permite que cirurgiões de países desfavorecidos aperfeiçõem seus conhecimentos em Paris, tendo à disposição os melhores serviços cirúrgicos. “Temos recebido um cirurgião de países diferentes todos os meses, há mais de dez anos,” confessa.

Depois da National Geographic, Francisca Mattéoli decidiu escrever sobre outros tipos de viagens, para não ser cataloga em apenas um gênero, foi assim que surgiu a ideia de propor suas próprias histórias para um editor e os livros começaram a surgir. “Map Cities – Histoire de cartes”, lançado pelas éditions du Chêne foi inspirado da antiga coleção de cartões postais que seu avô possuía e do tempo em que viajava pelo mundo em sua imaginação, quando ainda era uma criança no Chile. “Ele amava mapas geográficos e também era um grande viajante, que me contava suas aventuras enquanto me mostrava nos mapas onde se situavam os países e as cidades que visitou. Isso me fascinava,” relata a escritora. Do contato com as narrativas do seu avô sobre grandes viagens, Francisca Mattéoli fez um ofício, escrevendo histórias originais, “que fizessem os leitores sonhar com cartões postais de lugares fascinantes,” como ela mesma diz.

Chilena com ascendência escocesa, a escritora viveu no Brasil e continua cultivando projetos para uma nova publicação. “Tenho sempre muitas ideias mas leva um pouco de tempo para amadurecê-las e saber qual delas pode efetivamente dar um bom livro.” Escritora em tempo integral, o que move Francisca Mattéoli é o desejo de visitar lugares desconhecidos, descobrir culturas, viver intensamente e conhecer novas pessoas. “Pode parecer banal mas a verdade é que existe uma linha intrínseca entre a vida de repórter e a de viajante. Aprende-se muito durante uma viagem, e não somente sobre os lugares e a cultura, aprendemos muito sobre nós mesmos. Por isso considero que a perseverança, o respeito pelos outros, a mente aberta e uma certa elegância de viver, faz com que qualquer pessoa se sinta confortável em todos os lugares.” Para quem afirma que ficava feliz em ter suas histórias publicadas numa revista, Francisca Mattéoli colecionou muitas páginas com o que a encanta pelo mundo e continua cultivando a tenacidade indispensável para escrever livros encantadores. Que ninguém duvide, o futuro dessa escritora será ainda mais inusitado e cheio de belas surpresas, assim como o projeto que ela acalenta ainda para este ano: uma viagem ao Chile durante o verão, “para encontrar a atmosfera sul-americana”, e explorar as belezas da França com o objetivo de descobrir um pouco mais desse belo país!

PORTRAIT © Julio Piatti IMAGEM © Bibliothèque Nationale de France

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®