Sandrine Alouf

17 de Setembro de 2016

Ela não é designer, não é decoradora, não é arquiteta de interiores, Sandrine Alouf se define como “atmosferista”, alguém cria uma atmosfera com suas ideias oníricas e sua personalidade transbordante de energia

                               

Filha de pai libanês e mãe belga, Sandrine Alouf nasceu em Bruxelas e vive em Paris com seu filho e marido. Fotógrafa apaixonada por nuvens, Sandrine é uma bolha de energia do universo distribuída num corpo de top model. Ela fala gesticulando com as mãos e conta suas histórias como se fosse o último respiro de sua vida. Todos os seus projetos tem essa verve de menina levada da breca que se diverte enquanto trabalha criando atmosferas irresistíveis em pequenos hotéis cheios de personalidade. A primeira vez que nos encontramos foi durante a inauguração da nova decoração do hotel “Montmartre Mon Amour”. Logo na entrada, uma pequena escadaria em forma de coração dá acesso ao lobby em estilo rococó. A atmosfera é totalmente romântica e aconchegante. Nas paredes pintadas em vermelho, símbolo da paixão, o tema recorrente do lugar é apresentado em grandes e antigas fotografias em sépia com imagens dos lugares míticos para se dizer “Eu te amo” na Cidade Luz. Esse é “Montmartre Mon Amour”, um pequeno hotel de apenas 24 quartos, localizado num dos bairros mais artístico-boêmios de Paris, onde Sandrine se apropriou da história de célebres casais franceses do mundo da literatura, poesia, música para enfeitar suas oito suítes “De Luxe”.

www.hotelmontmartremonamour.com/fr/

A segunda vez que nos vimos foi durante um brunch para a imprensa na apresentação do “Hotel Splendor”, em Paris, que Sandrine redecorou sob o signo da magia num cenário cheio de mistério, que evoca quatro temas inspirados em cartas de baralho, no mundo dos ilusionistas, na levitação e nos mistérios da magia. Nas cabeceiras, hologramas gigantes brincam de esconde-esconde com os personagens que aparecem em cartazes do início do século 20. Sandrine tirou partido do tema para desenvolver mais uma vez uma atmosfera cheia de ideias geniais que fazem sonhar. Uma decoração impactante com os símbolos da magia com corações e trevos que adornam carpetes e tapetes, tendo o pioneiro do cinema de efeitos especiais, George Méliès como mestre dos magos e hóspede de honra do “Hotel Splendor”. A escadaria em colimação que leva aos andares superiores, é decorada de cima abaixo com chapéus que parecem flutuar no espaço. Como nas imagens do famoso filme “Viagem à Lua”, de Méliès, Sandrine se entregou de corpo e alma à imaginação para criar um ambiente mágico onde os hóspedes podem sonhar sob o céu estrelado no espaço onde é servido o café da manhã.

www.hotel-splendor.com

A trajetória de Sandrine Alouf é feita de encontros e viagens, por isso, nada mais natural que nosso terceiro encontro fosse numa bela cidade, em Nice, sul da França. E, mais uma vez, a criatividade de Sandrine foi transbordante invadindo o “Hotel Excelsior” com sua arquitetura do século 19 totalmente renovada mas que ainda guarda em sua fachada os ares da Belle Époque. Para o “Hotel Excelsior”, Sandrine se inspirou da história do lugar para evocar a arte da viagem e as inúmeras referências desse lugar de passagem. Cróquis delicadamente desenhados por Frédéric Arnold reproduzem antigos cartões postais com fotografias encantadoras da Baía dos Anjos, onde aparecem selos e carimbos que evocam a correspondência trocada entre as pessoas que relatavam suas viagens com imagens de lugares distantes decoram todas as paredes das suítes. Um convite inesquecível para outros mundos que começa assim que o hóspede cruza a recepção do “Hotel Excelsior” e, uma vez dentro do seu quarto, a decoração funciona como um passaporte para uma viagem dentro da viagem.

www.excelsiornice.com/fr/

Portrait Jacques Gavard

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®