Van Cleef & Arpels

20 de Março de 2016

Mítico joalheiro da Place Vendôme, em Paris, Van Cleef & Arpels celebrou recentemente o centenário de suas criações que nasceram sob o signo de uma dupla paixão: o casamento de Estelle Arpels e Alfred Van Cleef e seu fascínio pelas joias. Estelle, filha de um comerciante de pedras preciosas e, Alfred, filho de um artesão especializado em avaliar esses minerais. Desde seus primeiros anos a maison Van Cleef & Arpels soube se adaptar às exigências de uma clientela de prestígio, onde constam Marajás, famílias reais européias, estrelas de cinema estabelecendo uma estreita e próspera ligação com as monarquias, tanto, que o joalheiro de luxo era conhecido como “Fornecedor do Principado de Mônaco”. Dessa parceria, a maison criou uma série de joias exclusivas para o principado e para a família imperial iraniana, como a incrível tiara cravejada de rubis solitários e esmeraldas, diamantes e pérolas.

Criatividade, essa é premissa já estava escrita em 1920-1930 quando a maison impôs seus códigos de design, que versam sobretudo pela pureza da Art Déco, fonte de inspiração para suas coleções há mais de um século. Tão importante quanto a criatividade, o joalheiro pode gabar-se de um vasto registro de patentes que são o orgulho da maison. Um desses modelos de inovação é, sem dúvida, o “Mystery Setting”, peça patenteada em 1933, que segue à risca a linha-mestra que os artesãos da Van Cleef & Arpels obedecem: o de sublimar a joia mas nunca revelar o seu funcionamento. “Mystery Setting” é composta de uma malha de ouro onde o artesão-chefe coloca cuidadosamente cada pedra preciosa. A peça, originalmente concebida em rubi e safira, foi redesenhada e pode ser pavimentada de diamantes.

Outra criação emblemática da Van Cleef & Arpels é o “Zip Collar” que tem uma gênese surpreendente. Foi em 1939 que o conceito nasceu de uma ideia apresentada pela Duquesa de Windsor à Renée Puissant então diretor artístico da maison. No entanto, foram necessários mais de dez anos para que esta joia extraordinária fosse realizada. Reeditada em 2004, “Zip Collar” consiste em dois fios de ouro em ganchos bordados de diamantes e uma fita de rubi que abre e fecha a joia. Muitas inovações importantes froam assinadas por Van Cleef & Arpels e, uma delas, são as “Minaudières”, uma pequena e luxuosa bolsa que acolhe os indispensáveis da vaidade feminina. As linhas limpas, as curvas suaves e as formas sóbrias, inspiradas na Art Déco, sempre tiveram um lugar especial nas criações da Van Cleef & Arpels, que sabe sublimar cada desenho com uma infinidade de pedras preciosas de acordo com os desejos do cliente. Com várias filiais na França e nos Estados Unidos, Van Cleef & Arpels está presente em todos os continentes, se adaptando à cultura de cada mercado, uma estratégia infalível que pode ser considerada como bom presságio para o próximo centenário da marca.

www.vancleefarpels.com/eu/fr.html

Imagem © Van Cleef & Arpels

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®