Fã de Lina Bo Bardi

6 de janeiro de 2022

Após conhecer a obra da arquiteta modernista Lina Bo Bardi em viagens ao Brasil, o renomado videoartista Isaac Julien “virou uma espécie de groupie de Lina Bo Bardi”, diz ele sobre o projetista de edifícios emblemáticos como o Museu de Arte de São Paulo, obra-prima brutalista de 1968. Seu carinho por Bo Bardi, que nasceu na Itália, mas passou a maior parte de sua carreira trabalhando no Brasil até sua morte em 1992, culminou em uma fascinante exposição no Bechtler Museum of Modern Art em Charlotte, N.C., que considera o seu legado através de uma série de videoinstalações que constituem uma meditação poética sobre a sua vida e obra.

A lendária atriz brasileira Fernanda Montenegro interpreta o Bo Bardi mais velho, e sua filha da vida real Fernanda Torres interpreta uma versão mais jovem, uma decisão estética que, como o trabalho presciente de Bo Bardi, parece colocar passado, presente e futuro em diálogo. “Isaac Julien: Lina Bo Bardi – A Marvelous Entanglement” em exibição até 27 de fevereiro de 2022.

Reportagem Especial Correspondance Magazine®

IMAGEM – Cortesia do artista Isaac Julien “Um maravihoso emaranhado / A Marvelous Entanglement (Lina Bo Bardi — A Marvelous Entanglement),” 2019 © Isaac Julien  Jessica Silverman Gallery © Todos os direitos reservados

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®