Premiando talentos

25 de março de 2022

Diébédo Francis Kéré, arquiteto, educador e ativista social, foi o vencedor do Pritzker Architecture Prize de 2022. Nascido em Gando, Burkina Faso e radicado em Berlim, Alemanha, o arquiteto conhecido como Francis Kéré empodera e transforma comunidades através do processo de arquitetura.

Através de seu compromisso com a justiça social e engajamento, e uso inteligente de materiais locais para conectar e responder ao clima natural. Kéré trabalha em países marginalizados carregados de restrições e adversidades, onde arquitetura e infraestrutura estão ausentes.

Faye HeavyShield recebeu o Gershon Iskowitz Prize 2021. O prêmio é concedido anualmente a um artista que tenha feito uma contribuição notável para as artes visuais no Canadá.

A artista se baseia em suas experiências dos modos de vida tradicionais de seus ancestrais para criar poderosas instalações e esculturas que incorporam conceitos de família, lar e um relacionamento com a terra, em particular o da Nação Kanai (Sangue) no sul de Alberta, onde ela cresceu e onde ainda vive.

A organização sem fins lucrativos Artadia, com sede em Nova York, nomeou os vencedores de 2022 de seus prêmios em Los Angeles: Esteban Ramón Pérez, Miller Robinson e dana washington-queen.

O trabalho de Esteban presta homenagem às suas raízes. Ele aborda sua prática como uma interrogação e escavação de sua memória subjetiva, espiritualidade, história fragmentada e realidade político-social. Miller Robinson é um artista 2Spirit, transdisciplinar.

Amarrados por sensibilidades que priorizam a colaboração, a narrativa e a passagem de linhas do tempo não lineares. Temas de crescimento, transfiguração, temporalidade e mordomia são rotina em sua prática. dana washington-queen (em minúscula mesmo) é uma escritora não-binária, fotógrafa e artista de cinema/vídeo. Eles exploram a negritude, a produção cultural/de conhecimento e os sistemas de poder.

O Pérez Art Museum Miami, na Flórida, concedeu seu Pérez Prize ao artista rafa esparza (em minúsculo), de Los Angeles. Entre os artistas mais observados que trabalham nos EUA hoje, ele é mais conhecido por suas instalações em grande escala feitas de adobe, uma habilidade aprendida com seu pai Ramón.

Seu trabalho explora temas em torno da memória, família, comunidade e várias histórias, além de incluir elementos colaborativos. Ele frequentemente convida artistas, principalmente pardos e queer, para mostrar seus trabalhos ao lado do dele.

A dupla Bryndís Snaebjörnsdóttir (n. 1955) e Mark Wilson (n. 1954) receberam o The Icelandic Art Prize 2022 por sua exposição Visitations at Akureyri Art Museum. Essa mostra é o resultado de uma pesquisa de vários anos batizado de Polar Bears Out of Place, que eles realizaram em colaboração com especialistas em folclore, estudos naturais e ambientais.

O objetivo do projeto é contribuir para um crescente corpo de conhecimento sobre as relações humano/não-humano em tempos de aquecimento global. Para este fim, o foco particular está nas chegadas de ursos polares na Islândia, tanto no passado quanto no presente.

Os vencedores do Villa Romana Prize são Haure Madjid, Jasmina Metwaly, Neda Saeedi e Alexander Skorobogatov. O Prêmio Villa Romana é concedido pela associação sem fins lucrativos Villa Romana desde 1905 e oferece uma residência artística de dez meses na casa dos artistas florentinos, prêmio em dinheiro e uma publicação final.

Villa Romana tem como objetivo oferecer uma oportunidade aos artistas talentosos, principalmente jovens residentes na Alemanha, para que eles possam desenvolver sua posição na sociedade como artistas, durante uma estadia prolongada em Florença.

Reportagem Especial Correspondance Magazine®

IMAGEM – Cortesia dos artistas © Diébédo Francis Kéré, Léo Doctors’ Housing, 2019, Léo, Burkina Faso © Pritzker Architecture Prize Faye HeavyShield, Clan, Southern Alberta Art Gallery, 2020 © Blaine Campbell Esteban Ramón Pérez, DNA (Bad Blood), 2019. Leather, Zepol and vintage Everlast boxing gloves, Mexican national football team badge and uniform catchphrase “Somos Guerreros”, heavy bag mounts, steel chains, brass. 144 x 144 x 12 inches © rafa esparza, …we are the mountain, 2019 © Kaelan Burkett, courtesy of MASS MoCA © Bryndís Snæbjörnsdóttir & Mark Wilson, Shooting the Messenger ♂ and ♀ (Iceland), 2021 From Visitations at Akureyri Art Museum © Daníel Starrason © Neda Saeedi, As part of State and Nature, Staatliche Kunsthalle Baden-Baden © Eunice Maurice © Todos os direitos reservados

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®