Sanidade para presentear

6 de Dezembro de 2019

Lembre-se de que Natal e Ano Novo não é a única época do ano em que recebemos presentes. Muitos de nós também recebemos vários presentes de aniversário. Sem mencionar todas as outras ocasiões que existem ao longo do ano e que são motivos para presentear alguém: Dia dos Namorados, Páscoa, Dia das Mães e dos Pais, aniversários de casamento, chás de bebê, inauguração de casa, graduação, recuperação de doença ou cirurgia, agradecimento, batismo, confirmação de votos, outras ocasiões especiais e, às vezes, “apenas porque”. São muitas as coisas que entram em nossas casas vindas de amigos e familiares bem-intencionados. Multiplique essas ocasiões pelo número de pessoas em sua família e você terá uma fórmula para muitas coisas entrando em sua casa sem autorização! Acho que dar presentes pode ser uma coisa bonita e nunca iria querer magoar os sentimentos de alguém, se pudesse ajudá-lo a entender minha perspectiva sobre dar e receber presentes. Mas para quem estiver determinado à evitar o excesso de acúmulo de bens físicos em sua casa, precisará gerenciar os dois lados do tráfego de presentes que passam, de surpresa, pela porta do seu lar. Aqui estão algumas ideias:

1. Diga a seus amigos que você não precisa de um presente

Se você deixar que eles saibam que prefere se reunir pessoalmente, será sempre melhor do que receber mais uma vela decorativa ou uma caneca de café que você não precisa. Mude a expectativa de como e o que presentear.

2. Solicite qualidade acima da quantidade

Se a solicitação de presentes não for uma venda difícil para algumas pessoas em sua vida, incentive-as a comprar qualidade acima da quantidade. Isso é especialmente útil ao influenciar presentes dados a seus filhos. Dois presentes no valor de 25 (Reais, Euros ou Dólares) são geralmente menos desordenados do que cinco presentes de 10 (Reais, Euros ou Dólares). E há benefícios em ter menos brinquedos em sua casa.

3. Peça consumíveis em vez de não consumíveis e experiências em vez de bens materiais

Uma cesta de frutas, um certificado de presente para um restaurante, passes de cinema, um buquê de flores, ingressos para shows são ótimos presentes que não sobrecarregam sua casa com novos pertences e ainda promovem uma experiência inesquecível.

4. Sugira doações para instituições de caridade em seu nome

É ótimo saber que o dinheiro que poderia ter sido destinado a um novo suéter, que você não precisa, foi para uma bolsa de estudos que mudou a vida de uma criança.

5. Deixe as pessoas saberem o que você realmente precisa

Mesmo depois de minimizar, você pode ter uma necessidade genuína de novos itens em sua casa, como uma cafeteira para substituir a que morreu na semana passada. Deixe as pessoas saberem com antecedência quais são suas reais necessidades, seja específico. As listas de presentes podem ser particularmente úteis para membros da família de fora da cidade, especialmente quando crianças em constante crescimento e mudança estão envolvidas.

6. Purgue sem culpa

Quando a quantidade dos presentes que você recebe começar a se elevar, elimine os indesejados sem se sentir culpado por isso. Você expressou seu apreço pelo sentimento – não é obrigado a manter o objeto para sempre. Ninguém quer sobrecarregar você especialmente com um presente.

TEXTO – Joshua Becker

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®