“The Garden Edit”

15 de Junho de 2020

John Tebbs é um dos grandes jardineiros britânicos, conhecido sobretudo graças ao seu talento de jardineiro e seu projeto The Garden Edit,  que encanta a todos desde 2013. “O jardim sempre foi um lugar especial para mim, com muito potencial, especialmente nesta época do ano”, conta o jardineiro. O sol aquece a terra e a vida retorna com seus brotos. Originário de Ashby de la Zouch cidade situada no condado de Leicester, na região dos Midlands, Inglaterra, Tebbs conta que o amor à terra é uma herança de família. “Tínhamos um pequeno jardim e meu pai tinha um lote, que ainda existe e todo mundo na minha família gostava de jardinagem, avós, tias, tios. Quando criança esse era o meu playground e vivia praticamente o tempo inteiro no jardim, foi ali que essa paixão germinou”, relata. Além disso, “meu primeiro emprego de fim de semana, quando tinha aos 14 anos, foi em um viveiro de plantas. No final eu sabia que queria estar envolvido no mundo da horticultura.”

Como a tendência atual é inspirada em jardins para interiores, questionei John sobre quais são as plantas de interiores mais fáceis de serem cuidadas. “Sou um grande fã de Sansevieria ou vulgarmente conhecida como língua da sogra. Ela tem uma excelente qualidade estrutural e também não é exigente – lida com baixos níveis de luz e suportam uma certa negligência quanto a serem regadas – duas coisas muito importantes para as plantas de interiores! Também amo Monstera e Ficus elástica duas opções maiores, mas também bastante fáceis de serem cultivadas. Uma opção sem erros são as trepadeiras, é difícil dar errado com uma planta que pode se apoiar em todos os lugares.”

Especialista em cultivar flores e desenhar jardins, John Tebbs confirma que essa é uma experiência real que visa capturar o momento, destilar o potencial sensorial do que cresce à sua volta. “Ter flores em casa significa trazer um pedaço de fora para o seu teto.” Fonte de inspiração para muitas telas brancas, os jardins evocam o espírito e o trabalho desse artista que, como ele próprio afirma, “as inúmeras naturezas-mortas pintadas aqui, são flores que serviram de modelo quando foram colhidas no jardim.” Ainda segundo Tebbs, “o jardim constitui o maior projeto, representa a certeza do desconhecido é uma imagem de todos nós, no conforto de seus ciclos e ritmos, até à alegria do inesperado. Para mim, o jardim é um lugar onde a realidade é enxertada, uma fuga e uma jornada ao desconhecido.”

EDIÇÃO DE TEXTO – Marilane Borges

IMAGEM – Cortesia The Garden Edit © 2020 Todos os direitos reservados

Você também pode gostar...

Para receber nossas matérias
Muito obrigado pela sua visita!
Correspondance Magazine®